quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Duas senhoras lombas

Ontem escrevi assim no meu mural do facebook:



"E agora digam-me lá, para que servem as duas monstruosas lombas que estão à saída da Portagem na estrada para a Ponte Velha? Fazem parte do projecto de melhoramento da piscina? Ou fazem parte de um projecto de incentivo ao trabalho dos mecânicos de automóveis do concelho? Haja amortecedores e carroçaria para aquelas montanhas!"


Com os vários comentários que obtive, constatei não ser a única a achar as ditas lombas de tamanho exagerado, perigosas e mal sinalizadas. Mas ainda assim, lanço a pergunta: aquilo parece tão absurdo que ainda fico a aguardar que tenha alguma explicação, alguma razão de ser... se calhar é um melhoramento qualquer inacabado. Será?

4 comentários:

Joao Raposo disse...

As lombas são sempre uma chatice para quem lá passa de carro, sobretudo porque têm que reduzir a velocidade para os limites legais, o que é mesmo um incómodo.
São assim como aquelas outras que estão junto à escola, mas que os bons automobilistas, apesar do sinal de limite que lá está, conseguem fazer a 80 ou 90.
É mentira?
Ponham-se lá à espera e depois contem quantos é que, vindos do lado da Escusa, respeitam o limite, mesmo com a proximidade das lombas.

Catarina disse...

Não sou das que entende uma lomba como uma chatice, se forem necessárias, tiverem justificação e protegerem os peões, acho muito bem que existam. As que referiu são necessárias porque estão junto a uma escola onde diariamente passam a pé muitas crianças.
Referi as lombas da estrada da ponte velha neste post por não ter conseguido ainda perceber a sua utilidade e razão de ser, mas admiti logo que pode ser ainda uma obra inacabada.
Posso não me ter feito entender porque escrevi sumariamente, mas para mim, o problema não são as lombas, mas a sua altura.

Joao Raposo disse...

Fez-se entender. O que sei é que (provavelmente não da sua parte) na altura em que foram feitas os mesmos comentários ou idênticos foram produzidos, não necessariamente em blogues.
As novas, que ainda não vi, mas como nasci a menos de 200 mt de uma delas sei bem como é e também como era a estrada nesse local. Também já me encontrei "de frente" com um carro que nem sequer vinha muito depressa.
E também talvez não saiba que pelo menos uma criança ficou desfigurada por um acidente com um carro que até ia "devagar".
Essas rampas são uma chatice, mas há-as maiores e mais definitivas.

Catarina disse...

Volto a dizer, não são chatice coisa nenhuma, são necessárias e úteis quando bem feitas. Mas lá está, eu já tive que as "pular" e por isso sinto-me no direito de sobre elas emitir opinião.
As opiniões valem o que valem e a minha não vale mais do que qualquer outra