quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mais um não esclarecimento “à moda” de Vítor Frutuoso!


Depois de algum tempo de ausência, volto aqui ao Fórum para entrar na discussão do assunto da “aquisição de terrenos” por desconhecidos nas freguesias de Beirã e SA das Areias, e simultaneamente, pôr aqui algumas dúvidas que gostaria de ver esclarecidas.


O presidente da Câmara de Marvão, em declarações à Rádio Portalegre tentou desdramatizar hoje a polémica despoletada terça-feira, pelo Grupo Cívico SOS São Mamede, que contestou a colocação de vedações, em arame farpado, com mais de dois metros de altura, no Parque Natural da Serra de São Mamede (PNSSM).

Segundo Victor Frutuoso:

O projecto em causa arrancou há mais de cinco anos, e quer a Câmara de Marvão quer os responsáveis pelo PNSSM estão a acompanhar a intervenção naquela área protegida.

O autarca alentejano adiantou que teve o cuidado de sensibilizar os promotores do projecto para falarem com as entidades responsáveis pelo PNSSM para evitar problemas.


O projecto que está a ser desenvolvido na zona norte do concelho de Marvão em pleno PNSSM prevê a construção de trilhos para a prática de passeios de bicicleta, construção de moradias disseminadas naquela área protegida e exploração de gado”, explicou.

Quanto às polémicas vedações que estão a ser colocadas no PNSSM, o autarca disse que se destinam a delimitar as propriedades, isolando o espaço destinado aos trilhos para passeios de bicicletas.

Apesar de realçar os aspectos positivos deste projecto, nomeadamente a criação de postos de trabalho e o próprio incremento da actividade turística, Victor Frutuoso mostrou-se preocupado com o facto de as vedações impedirem a circulação de animais, afirmando que é um problema que tem que ser corrigido.

A altura das vedações, com cerca de 2,45 metros e o facto de estarem vedados alguns cursos de água e de não estarem garantidas passagens para a circulação da fauna e de carros de bombeiros em caso de incêndio, são alguns dos problemas identificados pelo Grupo SOS São Mamede, nesta intervenção que está a ser feita no PNSSM."




O que deveria o Sr. Presidente esclarecer, e que mais uma vez não fez:


- Quem são os investidores e quais as empresas que representam?

- Porque não são os investidores a “darem a cara” e esclarecerem a comunidade?

- O que é que já fizeram os serviços tutelados pelo município para desmantelar a obstrução das linhas de água e alguns caminhos públicos, provocadas pelas vedações?

- Onde estão os placards das licenças de alvará emitidos pela Câmara Municipal que permitem as obras?

- Existem Licenças para a movimentação de terras?

- O Sr. Presidente já deu conhecimento aos Presidentes das Juntas de Freguesia (Beirã e Areias), sobre os seus conhecimentos do que está projectado para esses terrenos?

- O que fez a Protecção Civil, da qual o Sr. Presidente é o máximo representante, para prevenir a circulação de viaturas de Bombeiros nesses terrenos, em caso de incêndios?

- A Câmara já procurou junto do Parque Natural de S. Mamede, delinear uma estratégia conjunta para responder aos problemas aqui colocados? E qual foi a resposta em 5 anos?

- Com toda esta polémica e dúvidas que se levantam, continua o Sr. Presidente na disposição de vender a Coutada (Encosta nordeste da serra de Marvão), a estes “promotores do turismo aventura”?

Esperamos pelas respostas Sr. Presidente...

7 comentários:

Pete Thomas disse...

E facil dar cara as vedações: Didier Mimoso, http://www.thelisbonconnection.com/top-biking-services-in-portugal-bikeiberia-founder-didier-mimoso-in-lisbon/

Miguel disse...

http://noticiasdecastelodevide.blogspot.com/2011/09/grupo-parlamentar-do-partido-os-verdes.html

Miguel Teotónio Pereira

nando disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Van Krieken disse...

O link colocado nesta página por um tal Nando tem um conteúdo desprezível e criminoso. É inadmissível que se insulte pessoalmente o Vitor Frutuoso, a sua mulher e seja quem for. Esse comportamento é criminoso, passível de prisão e disso já fiz saber o responsável por aquela página. Há gente que pensa que pode escrever na internet sob anonimato. Pois desiludam-se. Bastam 5 ou 10 minutos para qualquer estagiário da PJ identificar os criminosos por difamação. Chamo a atenção que também os responsáveis por este site podem ser considerados cúmplices dos crimes de ofensa e difamação, ao colocarem links que apontem a páginas com conteúdo difamatório, pelo que espero que estas ligações desapareçam rapidamente deste fórum Marvão, que tem primado pela sua boa educação e civilismo.

Fórum Marvão disse...

O Fórum Marvão agradece ao Sr. Van Krieken a informação que nos prestou.

Desde já queremos informar que este espaço não se revê na forma e conteúdos do sítio aqui referido, e por isso, desde já procederemos ao seu retiro, agradecendo, simultaneamente, aos visitantes do Fórum o respeito pelos princípios do nosso Editorial.

Van Krieken disse...

Agradeço e felicito a rapidez com que esta situação foi resolvida pelo responsável do Forum. Há 11 anos que cá vivo, aqui viveram toda a sua vida os meus dois filhos. Sinto-me de cá e sempre admirei a fama dos marvanenses, reputados como pessoas simples, cordiais e de extrema boa educação. Disso sou testemunha.
Voltemos pois à discussão.

nando disse...

Quando eu coloquei o link aqui não tinham sido feitos comentários ainda, foi apenas para mostrar que o assunto estava a ser falado não só em Marvão mas nas outras terras também. Mas acho muito bem que tenham retirado porque de fato é uma vergonha e não merece ser sequer comentado. Quanto aos problemas com a PJ ou a justiça pois acho também bem que elucide quem entende do assunto, por experiência própria ou não, já eu nunca tive nem pretendo ter problemas.